oficinaconceitoarquitetura

OFICINA CONCEITO ARQUITETURA

Av. Independência, 925 / 1411 - Bairro Independência, Av. Independência, 925 / 1411 - Bairro Independência / sala 1411 - RS
Procuramos desenvolver uma arquitetura de excelência, que transcenda o tempo e se mantenha atual por muitos anos, melhorando a vida das pessoas e a ambiência das cidades. Através desta conceituação, procuramos viabilizar a mais bela e eficiente arquitetura possível, tendo em vista os recursos financeiros e naturais disponíveis. Centralizamos os serviços para que possamos atender a Ver mais

Projeto

ÁREAS DE SERVIÇO - Apartamento ER

Cozinha protagonista, amplitude espacial e organização funcional. Estas foram as diretrizes que nortearam o projeto do Apartamento ER. Recebemos o desafio de intervir em um apartamento da década de 50, onde alguns espaços como vestíbulo, dependência de empregada e acessos de serviço e social separados não faziam parte do programa de necessidades do jovem casal. Definimos então nossa estratégia: traríamos a cozinha para um ponto central do projeto e a partir dela organizaríamos toda a circulação e acessos do apartamento. Para que isso fosse possível, derrubamos as paredes que delimitavam os antigos espaços do imóvel e neste processo percebemos que a estrutura independente de pilares e vigas, assim como o lindo piso de parquet mereciam ser restaurados e deixados à mostra para que a memória destas intervenções ficasse sempre perceptível para quem entrasse ali. Sendo assim, criamos um volume central, escuro, que tem destaque no grande espaço social e delimita a transição para a área íntima e para o serviço. O escritório foi posicionado dentro da área íntima e um painel de madeira o separa visualmente do dormitório pricipal. Assim, o quarto de visitas fica adjacente à área social, criando maior autonomia para os hópedes que ali ficarem. A materialidade do projeto é totalmente sóbrea. Trabalhamos com preto, madeira e concreto, sem muitos detalhes de marcenaria, para que o piso restaurado de parquet e sua composição com o cimento queimado técnico, que preenche o piso onde eram as antigas paredes, ganhasse força. Fechamos a apresentação do projeto com uma surpresa: o banheiro social. Ali estampamos a grande admiração dos clientes pela arte, neste caso, a arte de rua em forma de grafite!

Projeto

BANHEIROS E LAVABOS - Apartamento ER

Cozinha protagonista, amplitude espacial e organização funcional. Estas foram as diretrizes que nortearam o projeto do Apartamento ER. Recebemos o desafio de intervir em um apartamento da década de 50, onde alguns espaços como vestíbulo, dependência de empregada e acessos de serviço e social separados não faziam parte do programa de necessidades do jovem casal. Definimos então nossa estratégia: traríamos a cozinha para um ponto central do projeto e a partir dela organizaríamos toda a circulação e acessos do apartamento. Para que isso fosse possível, derrubamos as paredes que delimitavam os antigos espaços do imóvel e neste processo percebemos que a estrutura independente de pilares e vigas, assim como o lindo piso de parquet mereciam ser restaurados e deixados à mostra para que a memória destas intervenções ficasse sempre perceptível para quem entrasse ali. Sendo assim, criamos um volume central, escuro, que tem destaque no grande espaço social e delimita a transição para a área íntima e para o serviço. O escritório foi posicionado dentro da área íntima e um painel de madeira o separa visualmente do dormitório pricipal. Assim, o quarto de visitas fica adjacente à área social, criando maior autonomia para os hópedes que ali ficarem. A materialidade do projeto é totalmente sóbrea. Trabalhamos com preto, madeira e concreto, sem muitos detalhes de marcenaria, para que o piso restaurado de parquet e sua composição com o cimento queimado técnico, que preenche o piso onde eram as antigas paredes, ganhasse força. Fechamos a apresentação do projeto com uma surpresa: o banheiro social. Ali estampamos a grande admiração dos clientes pela arte, neste caso, a arte de rua em forma de grafite!

Projeto

COZINHAS - Apartamento ER

Cozinha protagonista, amplitude espacial e organização funcional. Estas foram as diretrizes que nortearam o projeto do Apartamento ER. Recebemos o desafio de intervir em um apartamento da década de 50, onde alguns espaços como vestíbulo, dependência de empregada e acessos de serviço e social separados não faziam parte do programa de necessidades do jovem casal. Definimos então nossa estratégia: traríamos a cozinha para um ponto central do projeto e a partir dela organizaríamos toda a circulação e acessos do apartamento. Para que isso fosse possível, derrubamos as paredes que delimitavam os antigos espaços do imóvel e neste processo percebemos que a estrutura independente de pilares e vigas, assim como o lindo piso de parquet mereciam ser restaurados e deixados à mostra para que a memória destas intervenções ficasse sempre perceptível para quem entrasse ali. Sendo assim, criamos um volume central, escuro, que tem destaque no grande espaço social e delimita a transição para a área íntima e para o serviço. O escritório foi posicionado dentro da área íntima e um painel de madeira o separa visualmente do dormitório pricipal. Assim, o quarto de visitas fica adjacente à área social, criando maior autonomia para os hópedes que ali ficarem. A materialidade do projeto é totalmente sóbrea. Trabalhamos com preto, madeira e concreto, sem muitos detalhes de marcenaria, para que o piso restaurado de parquet e sua composição com o cimento queimado técnico, que preenche o piso onde eram as antigas paredes, ganhasse força. Fechamos a apresentação do projeto com uma surpresa: o banheiro social. Ali estampamos a grande admiração dos clientes pela arte, neste caso, a arte de rua em forma de grafite!

Projeto

SALAS - Apartamento ER

Cozinha protagonista, amplitude espacial e organização funcional. Estas foram as diretrizes que nortearam o projeto do Apartamento ER. Recebemos o desafio de intervir em um apartamento da década de 50, onde alguns espaços como vestíbulo, dependência de empregada e acessos de serviço e social separados não faziam parte do programa de necessidades do jovem casal. Definimos então nossa estratégia: traríamos a cozinha para um ponto central do projeto e a partir dela organizaríamos toda a circulação e acessos do apartamento. Para que isso fosse possível, derrubamos as paredes que delimitavam os antigos espaços do imóvel e neste processo percebemos que a estrutura independente de pilares e vigas, assim como o lindo piso de parquet mereciam ser restaurados e deixados à mostra para que a memória destas intervenções ficasse sempre perceptível para quem entrasse ali. Sendo assim, criamos um volume central, escuro, que tem destaque no grande espaço social e delimita a transição para a área íntima e para o serviço. O escritório foi posicionado dentro da área íntima e um painel de madeira o separa visualmente do dormitório pricipal. Assim, o quarto de visitas fica adjacente à área social, criando maior autonomia para os hópedes que ali ficarem. A materialidade do projeto é totalmente sóbrea. Trabalhamos com preto, madeira e concreto, sem muitos detalhes de marcenaria, para que o piso restaurado de parquet e sua composição com o cimento queimado técnico, que preenche o piso onde eram as antigas paredes, ganhasse força. Fechamos a apresentação do projeto com uma surpresa: o banheiro social. Ali estampamos a grande admiração dos clientes pela arte, neste caso, a arte de rua em forma de grafite!

Projeto

SALAS - Apartamento ER

Cozinha protagonista, amplitude espacial e organização funcional. Estas foram as diretrizes que nortearam o projeto do Apartamento ER. Recebemos o desafio de intervir em um apartamento da década de 50, onde alguns espaços como vestíbulo, dependência de empregada e acessos de serviço e social separados não faziam parte do programa de necessidades do jovem casal. Definimos então nossa estratégia: traríamos a cozinha para um ponto central do projeto e a partir dela organizaríamos toda a circulação e acessos do apartamento. Para que isso fosse possível, derrubamos as paredes que delimitavam os antigos espaços do imóvel e neste processo percebemos que a estrutura independente de pilares e vigas, assim como o lindo piso de parquet mereciam ser restaurados e deixados à mostra para que a memória destas intervenções ficasse sempre perceptível para quem entrasse ali. Sendo assim, criamos um volume central, escuro, que tem destaque no grande espaço social e delimita a transição para a área íntima e para o serviço. O escritório foi posicionado dentro da área íntima e um painel de madeira o separa visualmente do dormitório pricipal. Assim, o quarto de visitas fica adjacente à área social, criando maior autonomia para os hópedes que ali ficarem. A materialidade do projeto é totalmente sóbrea. Trabalhamos com preto, madeira e concreto, sem muitos detalhes de marcenaria, para que o piso restaurado de parquet e sua composição com o cimento queimado técnico, que preenche o piso onde eram as antigas paredes, ganhasse força. Fechamos a apresentação do projeto com uma surpresa: o banheiro social. Ali estampamos a grande admiração dos clientes pela arte, neste caso, a arte de rua em forma de grafite!

Projeto

SALAS - Apartamento ER

Cozinha protagonista, amplitude espacial e organização funcional. Estas foram as diretrizes que nortearam o projeto do Apartamento ER. Recebemos o desafio de intervir em um apartamento da década de 50, onde alguns espaços como vestíbulo, dependência de empregada e acessos de serviço e social separados não faziam parte do programa de necessidades do jovem casal. Definimos então nossa estratégia: traríamos a cozinha para um ponto central do projeto e a partir dela organizaríamos toda a circulação e acessos do apartamento. Para que isso fosse possível, derrubamos as paredes que delimitavam os antigos espaços do imóvel e neste processo percebemos que a estrutura independente de pilares e vigas, assim como o lindo piso de parquet mereciam ser restaurados e deixados à mostra para que a memória destas intervenções ficasse sempre perceptível para quem entrasse ali. Sendo assim, criamos um volume central, escuro, que tem destaque no grande espaço social e delimita a transição para a área íntima e para o serviço. O escritório foi posicionado dentro da área íntima e um painel de madeira o separa visualmente do dormitório pricipal. Assim, o quarto de visitas fica adjacente à área social, criando maior autonomia para os hópedes que ali ficarem. A materialidade do projeto é totalmente sóbrea. Trabalhamos com preto, madeira e concreto, sem muitos detalhes de marcenaria, para que o piso restaurado de parquet e sua composição com o cimento queimado técnico, que preenche o piso onde eram as antigas paredes, ganhasse força. Fechamos a apresentação do projeto com uma surpresa: o banheiro social. Ali estampamos a grande admiração dos clientes pela arte, neste caso, a arte de rua em forma de grafite!

Entre em contato conosco

STILO ELEVATO

Telefone: (51) 33338-200

Email: stilo@elevato.com.br

Sistema desenvolvido por HoopDecor

Telefone: (51) 3517 2086

Site: www.hoopdecor.com

E-mail: contato@hoopdecor.com